marketing_digital_imarketing

Inbound Marketing e PME

Em mercados cada vez mais competitivos, as empresas precisam de descobrir um factor diferenciador face aos seus concorrentes, para que consigam ter sucesso. No caso particular das PME, pelos fracos recursos que, normalmente, as caracteriza essa necessidade é ainda mais importante.

O Inbound Marketing é definido como o Marketing de Atração, porque ao contrário do marketing tradicional, em que é a empresa que procura o cliente, é o cliente que procura a empresa, através dos motores de busca (o Google, por exemplo), das redes sociais, etc. O Inbound Marketing encaixa-se que nem uma luva nos nossos tempos, afinal toda a gente faz uma procura nos motores de busca, para encontrar respostas para as dúvidas que tem!

Através de metodologia do Inbound Marketing, o cliente que chega até ao site de determinada empresa, não vai para efectivar imediatamente uma compra, mas sim para procurar respostas sobre determinado produto/serviço. Ou só mesmo, por mera curiosidade, e quiçá acaba por descobrir que precisa de alguma coisa que desconhecia!

Outra propriedade importante do Inbound Marketing baseia-se na relação assente no Funil de Vendas, com a seguinte ordem:

      • 1º Visitante – Está a conhecer o seu site e ainda não compartilhou qualquer dado de contacto;
      • 2º Lead: Já subscreveu uma newsletter ou fez o download gratuito de um ebook deixando os seus dados para contacto (nome e email) num formulário previamente colocado pela empresa;
      • 3º Oportunidade: Já temos Leads prontos para fazerem uma compra que foram devidamente educados, através de conteúdos criados pela empresa que lhes foi fazendo chegar via e-mail. Entrará em ação, então, a equipa comercial que fará um contacto directo com o futuro cliente.
      • 4º Cliente: Finalmente, depois da pessoa ter todo o conhecimento necessário sobre o problema, adquiriu o produto da empresa.

O Inbound Maketing, é exactamente o oposto da relação em que uma pessoa vai até uma loja, adquire um produto e torna-se imediatamente cliente. Ou seja, em Inbound Marketing, as vendas só acontecem quando as pessoas já conhecem a empresa, já sabem dos problemas que têm e das soluções que a PME pode solucionar.

Para além disso, existem 5 etapas fundamentais inerentes a uma estratégia de Inbound Marketing, para aquisição de clientes: Atrair; Converter; Relacionar; Vender; Analisar. Para mais informação aceda ao nosso Blog e veja o artigo Inbound Marketing: Gestão de Leads

marketing_digital_imarketing

Presentemente é raro encontrar uma PME que não tenha um site, ou mesmo uma presença nas redes sociais. Parece relativamente fácil comunicar com os seus clientes! Mas, só por si isso já não chega. As PME devem usar o Marketing Digital, e o Inbound Marketing em particular, para conseguirem ter mais visibilidade nos mercados onde atuam, conseguirem expandir-se nos mercados nos quais competem, e apostarem na atracção e fidelização através das formas de interação que o Inbound Marketing propociona. A Imarketing tem soluções personalizadas para o sectores abaixo listados:

 

Turismo

A actividade deste sector tem repercussões não só ao nível das PME que trabalham apenas na área do turismo (agências de viagens, hotéis, restaurantes, cafés, hostels, hotéis de charme, centros culturais, etc.), mas também em empresas da construção civil, ou do sector agro-alimentar, por exemplo. O produto turístico é definido como um conjunto de componentes tangíveis e intangíveis assentes numa determinada actividade e num destino, entre outras multiplicidade de factores que não vamos desenvolver aqui. Estando Portugal a alcançar níveis inéditos de procura por parte de turista estrangeiros e a ganhar prémios internacionais a nível de turismo, as PME têm vindo a esforçar-se para prestarem um bom serviço para além da habitual simpatia que nos caracteriza como povo, para que o turista tenha uma boa experiência e queira voltar a visitar Portugal. Mas isso só já não chega! A concorrência é feroz terá que se destacar, o quanto antes, pela positiva. 

 

SAÚDE

O mercado da Saúde, em Portugal, abrange uma grande área de cuidados e destaca-se pela competitividade nos diversos segmentos.  Não são só os cidadãos portugueses que usufruem do excelente serviço de saúde, mas é também procurado por estrangeiros, aliando as características turísticas do país à elevada qualidade na saúde. O sistema de saúde possui uma componente pública e outra privada, complementando-se entre si. Pela qualidade do sistema de saúde, e das instituições de I&D e dos hospitais portugueses, das clínicas médicas e dentárias e bem-estar, incluindo os seus médicos e enfermeiros e todo os técnicos especializados, bem como todas as infraestruturas e equipamentos, Portugal tem um posição privilegiada no mercado pelos serviços que presta. 

 

Construção Civil

O setor da construção civil é um dos setores de elevada importância em qualquer economia de um país. Portugal não escapa à regra e, citando o IMPIC, o setor da construção civil é um barómetro do estado da economia portuguesa. Segundo um artigo publicado pelo semanário Expresso, em 25.06.2018, a Construção em Portugal vai crescer 12,2% até 2020. Após anos de estagnação, este setor está em ebulição muito devido à procura de imóveis por parte de estrangeiros com elevado poder de compra. A competitividade do setor da construção civil (e das suas empresas também) é causada por um conjunto de fatores socioeconómicos, a nível organizacional, cultural e tecnológicos, pelo que as PME devem apostar no Inbound Marketing para sobressaírem no mercado onde atuam. Para além das PME de construção civil e mediadoras de imóveis, temos também todas as outras profissões ligadas ao sector, tais como arquitectos, designers de interiores, consultores/agentes imobiliários, entre outras.

 

Comércio/Distribuição

O sector do comércio/distribuição compreende todas as operações de encaminhamento dos produtos da produção ao consumo. Estas operações que vão originando sucessivos valores acrescentados aos produtos, são desenvolvidos pelas empresas comerciais de diversas formas, em função da natureza da actividade (grosso e retalho), do tipo de produto e do segmento de mercado para que preferencialmente se posicionam. A diversidade do comércio (que vai desde lojas de vestuário, a lojas de eletrodomésticos, passando por farmácias etc.), explica-se pela heterogeneidade do consumidor e pelas diferentes estratégias utilizadas pelas PME, que se na traduzem nas inúmeras formas como o comércio se vai organizando para servir o consumidor. Todavia existe um traço comum que constitui a verdadeira força aglutinadora do comércio: o ajustamento da oferta à procura. A evolução do comércio online tem colocado diversos desafios devido à informação que chega aos utilizadores, às exigências dos consumidores cada vez mais informados, e pela entrega de produtos que coloca um peso acrescido.

 

Indústria Química

A Indústria Química é uma das indústrias mais bem sucedidas, competitivas e internacionais do mundo, sendo uma das maiores criadores de riqueza a nível mundial, para além de servir os mercados globais produzindo uma multiplicidade de produtos essenciais. A produção da Indústria Química cobre uma gama vasta de produtos, que vão desde os produtos de base (requerem um tratamento dentro da própria Indústria Química, tendo que ser processados ou compostos em produtos finais). Os produtos químicos compostos vão habitualmente para a indústria e agricultura sendo utilizados como matérias auxiliares, tais como adesivos, tintas, plásticos não processados, pigmentos ou fertilizantes. Os produtos químicos de consumo são vendidos directamente aos consumidores finais: os produtos farmacêuticos, cosméticos, produtos para o lar, tintas, etc.

 

Indústria do Vestuário

Algumas empresas portuguesas, compreendendo a necessidade de levarem a cabo estratégias assentes em fatores complexos de competitividade, já começaram a implementar práticas de elaboração de coleções próprias que comercializam em regime de etiqueta privada, ou mesmo com marca própria, dando especial atenção à escolha dos canais de distribuição e ao contacto com os clientes. Contudo, apresentam várias debilidades, por exemplo nos departamentos de  marketing e comercial, fraquezas nos canais de distribuição e fraco conhecimento dos mercados, bem como num escasso número de PME com marcas próprias.

 

Software e Sistemas de Informação

Este é um subsector das TIC muito diversificado em termos de negócios e produtos e, consequentemente, estratégias empresariais. Abarca, essencialmente, os seguintes produtos e serviços: software (para sistemas avançados de informação e comunicações; para a gestão empresarial, das organizações e sectores) e desenvolvimento de sistemas de informação); Consultoria em sistemas de informação e soluções empresariais; Desenvolvimento de soluções multimédia e para a Internet.

É crescente o número de PME que oferecem soluções para a Internet e aplicações que permitem às organizações tirar partido desta  rede. A forte orientação para o cliente é uma preocupação e um desafio que atravessa este subsector e que resulta da consciência de que as respostas contextualizadas são as que acrescentam valor e permitem o desenvolvimento dos negócios, por isso a aposta no Inbound Marketing faz toda a diferença para alcançarem o sucesso.

 

Transporte Aéreo e Marítimo

O operador de transporte aéreo é a entidade devidamente credenciada e autorizada pelas entidades competentes para efetuar o transporte aéreo de passageiros e/ou mercadorias. Este sector está sujeito a uma concorrência elevada e crescente; requer capital intensivo; tem custos operacionais muito elevados; e é uma actividade fortemente regulamente a nível mundial.

Já o transporte fluvial de Passageiros é a actividade de prestação de serviços de transporte de pessoas e/ou viaturas, que se desenvolve dentro dos portos e respectivos rios e em águas interiores, através da oferta de um serviço com itinerários, horários e preços prévia e genericamente definidos e com características de serviço público.

 

marketing_digital_imarketing

Resumindo, o Inbound Marketing é uma metodologia muito abrangente do Marketing Digital que visa estabelecer  uma relação com o público de uma empresa, durante a sua Jornada de Compra e o aumento dos resultados das suas vendas, através de um funil bem estruturado. A metodologia é assente  na  produção de conteúdo e na comunicação da marca, a fim de levarem o público-alvo (persona) de uma etapa à outra, procurando orientá-lo, naturalmente, até ao final da jornada e estimulá-lo a tomar uma decisão positiva de efectivação de compra.

O Inbound Marketing é essencial para as PME que podem beneficiar dos seus objetivos principais que são, a Geração de Leads, a Relação com os contactos e a identificação de Oportunidades para as Equipas Comerciais, através da Jornada de Compra e do Marketing de Conteúdo.

 

Aceda ao nosso blog e fique a saber mais sobre Gestão de Leads com Inbound Marketing

 

Para mais Informações